22 maio, 2015

UM CERTO DIA 13...

UM CERTO DIA 13...



       Criançada brincava sobre o calçadão de pedra portuguesa, onde junto à dupla pista que acompanha a praia, havia três “platôs”superpostos ao redor da Estátua de Dona Isabel I. 
       Um sol brilhante, o mar azul, a manhã nem tinha  completado 10 hs... 
     Professoras circulavam impedindo as crianças de se aproximarem das pistas. Junto à esquina estava Marilda, aquela que por mais de três anos pediu, implorou, discutiu com o Governo, o Iphan, mas conseguiu no governo do Prefeito César Maia inaugurar a princesa Isabel, de corpo inteiro( como ela queria) na Avenida de seu nome que segue até o Túnel Novo... 
       Os carros passavam em dupla pista  para o Centro por causa da hora instituída  pelo Detran de levar o maior número de veículos para a parte central da Cidade.  Todos olhavam para ela... 
DONA ISABEL sorria, o braço estendido como quem chama alguém o outro segurava a famosa caneta entre os dedos... 
       Inadvertidamente, sorri também para ELA, para as crianças, para as professoras, as “mater” da peça, para o mar azul e as pessoas curiosas que se debruçavam de seus carros...
 “- Flores para a Princesa, aí ,aos seus pés, coloquem mais à direita...” 
        Ei-La florida no 13 de Maio!!!!!!!!
       As crianças , como  abelhas-mirim, queriam cheirar as flores e passar as mãozinhas entre as pétalas e folhas... 
       10 hs o sol já brilhava com mais vigor e as pessoas  convidadas começaram a chegar. 
       E... As crianças  a cantar  o nosso amado e comovente Hino.....Era ele que anunciava a chegada de Dom Pedro II aos lugares.... e a República copiou a música... 
        Os carros buzinavam em saudação...
        Bela manhã na Praia do Leme... 
        Havia  no ar, como uma liberdade de ir e vir, além de algo mais profundo:
-A liberdade de ser!!!!!

 





Crônica de  MARIA CECILIA PIRES E ALBUQUERQUE PENNA





Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUA MENSAGEM SERÁ SEMPRE BEM-VINDA!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OBRIGADO PELA VISITA