12 fevereiro, 2013

Você sabia que em 2 de setembro de 1822 D. Leopoldina assinou o decreto da Independência do Brasil?










Dona Leopoldina era de excelente formação cultural. Falava francês e italiano,  latim, estudava o inglês e aprendia o português rapidamente. Ainda pintava retratos e paisagens e tocava piano com perfeição. Tinha grande inclinação pela natureza e pelas ciências naturais. Com muita dedicação colecionava coisas referentes às ciências naturais, sobretudo à mineralogia. No setor da flora, da fauna e mineralogia, adquirira apreciáveis conhecimentos. 
Dona Leopoldina veio com sua Corte, formada de médicos, zoólogos, botânicos e músicos. A eles devemos os primeiros estudos feitos sobre o Brasil, na área das ciências naturais. A essas virtudes, era possível acrescentar um senso político extremamente aguçado, uma notável capacidade de pressentir o momento da ação, e sugeri-la ao marido. 
Vinha esse senso marcado por um acentuado amor, que desde logo desenvolveu, pela terra e pela gente do Brasil.Dona Leopoldina teve um papel decisivo na nossa Independência. Em agosto de 1822, os brasileiros já estavam cientes que Portugal pretendia chamar D. Pedro de volta, rebaixando o Brasil, de Reino Unido para voltar a ser uma simples colônia. Com a eminência uma guerra civil que pretendia separar a Província de São Paulo do resto do Brasil, D. Pedro passou o poder à Dona Leopoldina no dia 13 de Agosto de 1822, nomeando-a chefe do Conselho de Estado e Princesa Regente Interina do Brasil, com todos os poderes legais para governar o país durante a sua ausência e partiu para apaziguar São Paulo.
Neste ínterim, a Princesa Regente recebeu notícias que Portugal estava preparando uma ação contra o Brasil e sem tempo para aguardar a chegada de D. Pedro, Leopoldina, aconselhada pelo Ministro das Relações Exteriores José Bonifácio e usando de seus atributos de chefe interina do governo, reuniu-se na manhã de 2 de Setembro de 1822 com o Conselho de Estado, assinando o Decreto da Independência, declarando o Brasil separado de Portugal. José Bonifácio convocou o oficial de sua confiança, Paulo Bregaro, para levar a sua carta e a de Leopoldina para D. Pedro em São Paulo. Paulo Bregaro encontrou-se com o Príncipe e a sua comitiva nas margens do riacho Ipiranga no dia 7 de setembro.  Das cartas, a mais enfática era de D. Leopoldina:
“O pomo está maduro, colhe-o já, senão apodrece”
Ao ler as cartas sobre os acontecidos no Rio, D. Pedro,referendando a medida tomada pela Princesa Regente, proclamou a Independência do Brasil.


Por fim, a Imperatriz não se interessava muito por roupas e enfeites. Mas gastava muito, visto que dava esmolas de sua própria dotação. Terminava por gastar mais do que podia. Após sua morte em 1826, verificou-se que tinha dívidas decorrentes de suas obras de caridade. A Assembleia Legislativa sentiu-se honrada em mandar efetuar os pagamentos desses debitos deixados pela Imperatriz.

O POVO ESQUECE...SERÁ?

RIO DE JANEIRO - ESCOLA IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE




PORTO ALEGRE - ESCOLA DE SAMBA IMPERATRIZ DONA LEOPOLDINA













AIS NOTÍCIAS VÍDEOS E PALESTRAS EM NOSSA PÁGINA PRINCIPAL http://www.circulomonarquicoriodejaneiro.org/ 
NOSSO FACEBOOK 
Junte-se a nós no Facebook Círculo Monárquico do Rio de Janeiro https://www.facebook.com/circulomonarquicodo.riodejaneiro 
AJUDE NA DIVULGAÇÃO DE NOSSO SITE NO "RANKING" DO GOOGLE COM UM CLIQUE NO ÍCONE DO GOOGLE PLUS. APENAS UMA VEZ EM CADA POSTAGEM.

Um comentário:

  1. Ela teve uma excelente participação na mantutenção do Brasil como Reino Unido. A determinação de D.Pedro, e a causa de D.Leopoldina foram essenciais na expulsão dos Portugueses do Brasil, que em consequências de Revoluções Liberais, queriam a Coroa de volta a Portugal, e o Brasil sendo rebaixado a colônia. Sua Majestade, a Imperatriz Leopoldina teve uma excelente participação e um grande gesto de amor em lutar pela dignidade do Brasil e do seu povo!

    ResponderExcluir

SUA MENSAGEM SERÁ SEMPRE BEM-VINDA!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OBRIGADO PELA VISITA